A pesca com mosca

História

 

A pesca com mosca é considerada uma das mais antigas formas de pesca no mundo e também uma das mais artísticas. Sua origem se perde no tempo e existem controvérsias sobre a primeira menção sobre esse tipo de pesca. A mais freqüente dá credito ao escritor Claudius Aelianus, que no século II d.C. registrou em seu De Natura Animalium a primeira referência conhecida da arte da pesca com mosca artificial no Rio Astreus, entre Berea e Tessalônica, na Macedônia. Nesse livro, Aelianus Descreve, com algum detalhe, o inseto, a mosca artificial, a vara, linha e a pesca de determinado peixe de pele pintada cuja alimentação consistia de pequenos insetos que esvoracavam sobre a água bem como a confecção de moscas para pega-los. Pela sua descrição, ele certamente se referia à truta.

 

Já o escritor inglês Willian Radcliffe no seu livro Fishing from Earliest Times publicado em Londres em 1921, atribui ao poeta romano Marcial a honra de ter escrito, duzentos anos antes de Aelianus, o seguinte: Quem já não viu o scarus subir, enganado e morto por moscas fraudulentas


Técnicas

 

A pesca com mosca tem como função imitar uma presa natural de um peixe fazendo com que ela pareça o mais natural possível ao cair na água para enganar os olhos do peixe.

 

Pesca com Mosca Seca: O método mais popular da pesca com mosca, imita insetos que pousam ou caem na superfície da água, como libélulas, gafanhotos, borboletas, formigas de asa, etc. Devem ser trabalhadas imitando o inseto no qual você esta usando. Geralmente deixadas rodar corredeira a baixo.


Pesca com Ninfa: Imitam de forma imatura insetos aquáticos e outras formas de alimentos aquáticos de peixes como camarõezinhos, vermes, sanguessugas, etc. Devem ser lançadas ao rio e deixadas descer correnteza a baixo de modo natural o mais próximo do fundo possível assim como um pequeno inseto sendo levado pela correnteza.
Pesca com Streamers: O Streamer basicamente imita um pequeno peixe, que pode ser trabalhado mais devagar com pequenos toques imitando uma presa ferida ou com alguma dificuldade, ou mais rápido como um pequeno peixe que ataqua os filhotes dos predadores.
AMERICA DO SUL.

 

A PINDA-SIRIRICA (PINDÁ= ANZOL. SIRIRICA=FICÇÃO) era praticada pelos indíos da amazônia, para pesca do tucunaré, da matrinchã e do apapá, que consistia na utilização de VARA DE PINDAÍBA, liha de tucum trançado e uma espécie de stremear feito com pena de arara que revestia o anzol feito de osso ou madeira. Com o caniço rústico, lança o stremear n'água e recolhe com toques, imitando um pequeno peixe ferido ou em fuga, presa do tucunará, matrinchã e outros.Por ser praticado pelos indígenas, deduz-se que a pesca com mosca existe desde a idade da pedra polida.

 

Equipamento

 

Utiliza-se na pesca com mosca um equipamento composto de: Vara (principal peça) que varia de tamanho sendo o de 9’ um dos mais utilizados no Brasil, carretilha, Backing (linha reserva), Linha de mosca, líder e a mosca na ponta do líder. O material varia de peso, podendo ser do #0 até o #15. A Vara deve ser de acordo com o peso da linha.

 

Ex: para uma linha 4 deve-se utilizar uma Vara 4

  • leia+
  • leia+
  • leia+
  • leia+
  • leia+
  • leia+
  • leia+
  • leia+
  • leia+
  • + Confira todas as notícias