HOJE É DIA DE ATADO! 

A nossa série de tutoriais sobre atados chega ao fim com uma variação da famosa Brahma Bugger Articulada.

“O nado desta isca é completamente diferente:

A cauda ondula bastante mesmo em águas paradas, a articulação permite o balanço no plano horizontal quando a puxada da linha é interrompida por uma parada súbita. Além disso, afunda rapidamente logo após a paradinha, o que desperta interesse mesmo nos predadores mais manhosos.

É um streamer espetacular”, explica Eduardo Bacha.

 

Descrição da isca:


“Todos conhecem a famosa Woolly Bugger, streamer muito utilizado por fazer sucesso com absolutamente todas as espécies de peixes e ser de fácil confecção, mas poucos conhecem as suas inúmeras variações, e a Brahma Bugger entra nesse rol.


“Atado que utiliza originalmente chickabout na cauda e soft hackle no corpo, sem articulação e atada em anzol “down eye” de haste 2 a 3x, na cor oliva.

Aqui, eu apresento uma adaptação da Brahma Bugger, atada com marabou, saddle hackle e olhinhos 3D. Nessa versão o atado ganhou articulação na cauda e anzol mais reforçado modelo Stinger.


“Apesar de ser uma variação da Woolly Bugger, o nado é completamente diferente: a cauda ondula bastante mesmo em águas paradas, a articulação permite um balanço no plano horizontal (conhecida como “viradinha”) quando a puxada da linha é interrompida por uma parada súbita.

 

“Além disso, a isca afunda rapidamente logo após a paradinha, o que desperta interesse mesmo nos predadores mais manhosos. 
Atada em cores claras que imitam um pequeno peixinho, também pode ser confeccionada em diversas outras cores com excelentes resultados. Algumas sugestões de cores: oliva, marrom, preta e amarela.


“Vale a pena incluir pelo menos meia dúzia de Brahma Buggers na sua flybox, pois, bem como a Woolly Bugger, esse é um streamer espetacular.


“Por ser lastreada e encharcar rapidamente devido aos materiais naturais, o equipamento recomendado é de peso #6 para cima, podendo ser atada com menos lastro ou em tamanho menor para conjuntos mais leves (para pescarias de trutas por exemplo).


“Bem como a Woolly Bugger, esse é um atado coringa para diversas espécies, como trutas, piraputangas em águas rápidas ou com superfície suja que impeça a utilização de terrestriais, tucunarés em lagoas, pequenas bicudas nas saídas de águas mais rápidas, robalos e black bass.  

O trabalho ideal é com puxadas longas e paradas súbitas para que a isca desenvolva a charmosa “viradinha” e intrigue até os peixes mais seletivos” (Eduardo Bacha).

 

Lista de Materiais:

 

Anzol maruseigo #14-16 Pinnacle

Anzol Gamakatsu Stinger B10-s #2 

Fio de aço de 20 lbs flexível

Marabou branco

Pena Schlappen 5-7” branca

Pena saddle hackle natural

Olhos 3D 4mm

Fio de atado Veniard Dyneema 220 denier

 

 

Tutoriais de atados com Eduardo Bacha: Brahma Bugger Articulada

ASSISTA AO TUTORIAL EM VÍDEO: