01/01/2013 - PROJETO PIRAPITINGA

 

O Projeto Pirapitinga foi idealizado em 2008 por Leandro Vitorino, que logo juntou seus ideais aos de seu primo Oscar Vitorino, mestre em biologia.

Desde então, iniciaram um trabalho de pesquisa sobre a espécie. Várias viagens deram início à procura dessa espécie e em inúmeras delas pôde-se confirmar sua extinção em alguns pontos onde outrora cardumes nadavam em abundância.

A Brycon nattereri ocorre em algumas regiões de cerrado das Bacias do Alto Paraná, São Francisco e Alto Tocantins. Mas devido a grande destruição do seu habitat, sua população encontra-se restrita a alguns focos.

Conseguimos autorização para pesquisarmos sobre essa espécie e fazermos um trabalho de campo apropriado, porém usávamos metodologias diferentes das tradicionais.

A coleta do peixe pela maioria dos trabalhos de campo é feita através de redes de espera e redes de arrasto, mas o projeto pirapitinga conseguiu, de forma menos traumatizante e satisfatória, coletar a pirapitinga e registrar dados ainda pouco descritos.

Utilizávamos de forma eficaz o mergulho em apneia de observação juntamente com recursos fotográficos para contabilizarmos o número de indivíduos e o tamanho deles no cardume.

Por meio da pesca com equipamento de pesca com mosca (flyfishing) estudávamos isoladamente alguns indivíduos do cardume.

Eram coletados dados como: sexo, comprimento, aspecto físico geral, logo após eram devolvidos saudáveis ao seu ambiente.

Informações sobre a dieta do peixe eram obtidas através de observações de alguns espécimes colocados em recipientes com água bem oxigenada. Dessa forma, o stress causado por esse acondicionamento levava o peixe a regurgitar todo o alimento contido no estômago em 100% dos casos.

Após essa manipulação esses indivíduos eram liberados em seu habitat natural.

http://www.goiasfly.blogspot.com.br/2012/05/projeto-pirapitinga-goias-brasil.html